Esta geração está estranha: 1080p@60fps

Esta geração está estranha.
De repente, a taxa de quadros (framerate) e quantidade de pixels passaram a ser a coisa mais importante do mundo.






Tem até tabela comparando framerate e resoluções dos jogos de PS4 e Xbox One. Na falta de jogos para se discutir, parece que contar pixels na tela e quantas vezes eles apagam e acendem virou o principal passa tempo nos foruns. 1080p e 60fps viraram mantras.



O negócio é que, até agora, o PS4 vem levando vantagem na disputa, com mais jogos "batendo a meta". Enquanto muitos jogos do Xbox One não atingem os números mágicos.  A coisa ganhou tal dimensão que mesmo a Microsoft desafiando alguém a notar a diferença entre 900 e poucos pixels para 1080, resolveu tirar o Knect do pacote e usar a memória liberada pelo acessório para aumentar a resolução e taxa de quadros.

No fim das contas, aquela máxima de que o que importa é a diversão parece não ser verdadeira no mercado de games. Ou será que é justamente na falta de jogos para proporcionar a tal diversão é que os gamers arrumam sarna para se coçar (ou pixels para contar)?
Compartilhar no Google Plus

Sobre Thiago Oliveira

Thiago Oliveira é publicitário e jornalista, especialista em generalidades. Amante de tecnologia, internet, redes sociais, ficção científica, games, mangás, animes, cinema e maluquices em geral. O que alguns chamariam de "nerd".
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário